sábado, 18 de maio de 2013

Dica nº 14: Língua Portuguesa: RISCO DE VIDA

Qual é o gramaticalmente correto?

risco de vida? 
risco de morte?

A Jornalista Sandra Annenberg, apresentadora do Jornal Hoje (Rede Globo), pronunciou há 3 ou 4 dias: "A criança não corre risco de vida."

Concordo plenamente com a jornalista. Existe uma grande discussão sobre essas expressões. Observam-se jornalistas e outros comunicadores dizerem: "risco de morte". Na verdade, estão confundindo "risco de morte" com RISCO DE MORRER (expressão correta). 

Se buscarmos a lógica, veremos que risco de morte não existe, porque quem está morto não corre nenhum risco. Quando falamos "risco de vida", estamos simplemente afirmando que a vida está em risco.

O fato é que pouca gente fala na ambiguidade sintática. Vamos classificar sintaticamente as locuções: "de vida" e "de morte". Podemos classificar apenas uma delas como adjunto adnominal (determinante do nome), o que representa um tipo de risco. Se tentarmos classificar "de morte" como complemento nominal, não é possível uma vez que não possui valor passivo (a morte sofrer o risco?); e, se pensarmos em classificá-la como adjunto adnominal, não podemos: a indicação de posse é descartada (o risco pertencer à morte?). Portanto, declaro que simplesmente NÃO é concebível a expressão "risco de morte".

Já, na expressão "risco de vida", a locução "de vida" podemos classificar como adjunto adnominal, ou seja, o risco pertence à vida desde que nascemos.

Então, podemos dizer: RISCO DE VIDA e também RISCO DE MORRER. E, "de vida"  acredito que seja adjunto adnominal (aí está a ambiguidde sintática, pois alguém pode dizer que é um complemento nominal); e, "de morrer" é uma oração subordinada substantiva completiva nominal reduzida de infinitivo: funciona como complemento nominal da palavra "risco", isto é, risco de que a morte aconteça (sublinhei a oração, nesse caso, desenvolvida).
   João Lover

2 comentários:

  1. boa tarde!

    Hoje assisti a uma aula de português, a qual o professor explicava que: Risco de vida- Complemento nominal e Risco de morte- Adjunto adnominal. Afinal, qual está certo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para falar da coisa,é preciso conhecê-la. Nessa dica, ponho alguns argumentos e estou convicto logicamente e tecnicamente. O seu Professor não deve só afirmar, tem de dizer por quê. Pela minha exposição, há uma ambuiguidade sintática em "risco de vida", que o contexto talvez possa resolver... Quanto a "risco de morte", é inconcebível aos parâmetros e entendimento da Língua Portuguesa.

      Excluir