sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

O aquário

Mergulhou num aquário molhado,
tornando-se um peixe acasalado,
enlouquecido dentro escorregando.

Em tanto prazer, já afogado,
nesse imenso oceano, levado,
saciando a fúria do encanto.

E nesse turbulento acalanto,
no zênite, borbulhou a vibrar,
extasiado, arrebatado, sonhando,
pois bebeu toda sede de amar.
   João Lover

Nenhum comentário:

Postar um comentário