sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Duas montanhas

Os teus seios... e um aperreio.
São montanhas paradisíacas,
enlouquecem batidas cardíacas,
põem dedos e lábios sem freio.

Maciez de toda Paz,
delicados-e-não-tenaz,
afiados feito um diamante,
um consolo pro amante
em seu desejo voraz.

Prazeroso passeio alucina,
essencial componente no sexo,
misterioso complexo convexo,
explode, em anexo, a língua.
     João Lover

Nenhum comentário:

Postar um comentário