quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Esmeraldo, trompete que emociona. De Palmares ao mundo

A música possui uma linguagem universal e nos toca de uma forma inexplicável como a paixão. Dentre os seus elementos, um nos prende, vicia nosso cérebro e nos encanta, massageia nossa mente como uma brisa em ondas de perfeita simetria, faz a gente se emocionar e flutuar: isso é a MELODIA.

A melodia é tão poderosa que faz uma letra simples, muitas vezes, tornar-se um clássico em matéria de fonograma (letra e música)... Uma melodia vinda do solo do TROMPETE de Esmeraldo possui também um imensurável poder... e eu tive o privilégio de curtir esse maravilhoso som na cidade de Palmares-PE. Sou contemporâneo desse músico fantástico. 


Estava quase a me retirar do Bar quando Ele chegou juntamente com seu amigo Samuel tecladista. Nesse momento, ficou impossível sair. A primeira música foi Os seus botões (Roberto Carlos, 1976); e fui tomado por um arrepio de quem conhece e se emociona por meio de uma sublime arte.

Esmeraldo é um desses milhares de talentos perdidos nesse Brasil. Músico do mais alto gabarito, assim como, por exemplo, o guitarrista Vavá, que é outro excepcional.

Encontro Esmeraldo em Palmares, mas poderia o encontrar num grande teatro numa capital ou num grande show para uma enorme plateia... Às vezes ou sempre, como diz a música de Lulu Santos, “somos vítimas das circunstâncias”. E o artista pode não chegar aos píncaros do sucesso, mas o valor de sua arte é da mais vibrante reverência.

E o que é válido, Esmeraldo? É válido um momento ao som de sua música, do seu sopro no contraste do frio metal com o calor dos lábios e das mãos do Artista: isso é um pedaço da vida que Você insubstituivelmente nos proporciona.
                   João Lover

Nenhum comentário:

Postar um comentário